sábado, setembro 05, 2009

*SAUDADES*


* Saudades*

*Hoje a saudade bateu em minha porta

Querendo teu querer no meu querer

Fazer vigília, apagar “n” inúteis, varrer


Fazer das tuas mãos remo seguro

Juntos passear, rir das tempestades

Vetar abismo viver sonhos, realidades


Descalça na areia da praia deserta

Enamorar-te como o sol na água

Riscar do tempo o emblema frágua


Criar apenas nosso selo segredo

De tão amante e tanto desvelo

Que do tempo recusaria degelo


Vejo-te assim quase miragem

Apenas amor na sacola viagem

SoniaNogueira



Um comentário:

Efigênia Coutinho disse...

Sonia, outro maravilhoso recanto das letras poética, rendo-me a sua pessoa, a sua poesia, meus cumprimentos.

Você deve ter visto, em 1000 SONETOS, temos um selo na página principal, que é para todos que desejarem usar e fazer o Link do evento 1000 SONETOS.
Efigênia Coutinho